O que lhes dá esperança?

Às vezes é suficiente trazer colmeias para uma aldeia para combater a fome, apoiar o desenvolvimento de mangais para proteger a biodiversidade ou oferecer um curso de cultivo sustentável para sobreviver às alterações climáticas. Saiba como ajudar-nos a nos ajudar.

Projetos novos em busca de patrocínio.

Conheça nossos projetos recém-lançados e apoie aquele que mais lhe agrada.

Projetos em curso ou fechados.

Conheça os nossos projetos mais recentes já apoiados por valiosos parceiros e patrocinadores.

Kafo-Bissau-098

2023-2026

Objetivo: autossuficiência do arroz.

Embora o arroz produzido seja a principal fonte de subsistência para a população local, não cobre as necessidades alimentares no sul do país. Este projeto visa aumentar a produção de forma a melhorar o nível nutricional e diversificar as fontes de rendimento da população local.

 

Ficha do projeto

Apoio à produção e produtividade do arroz e atividades complementares.

Objetivos
Contribuir para a redução da pobreza rural nas regiões do sul do país através do desenvolvimento de atividades agrícolas para aumentar a produção, garantir a segurança alimentar e diversificar o rendimento das populações locais.

Grupos de beneficiários
Populações locais de zonas com alto potencial agrícola, associações de agricultores e ONGs locais nas regiões de Tombali e Quinara.

Financiamento
Projeto PADES e Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola – FIDA, Financiamento suplementar DSF n.º 2000004361.

Kafo-Bissau-110

2022-2024

Empreendedores rurais ao resgate!

Palavra de ordem: diversificação. Este projeto visa diversificar os cultivos agrícolas de produção familiar para melhorar a qualidade dos alimentos, combater as alterações climáticas e expandir o acesso ao mercado através da promoção do empreendedorismo rural.

Ficha do projeto

Projeto de diversificação agrícola, mercados integrados, nutrição e resiliência climática.

Objetivos
Apoiar a diversificação da agricultura familiar adequada às alterações climáticas para melhorar o acesso ao mercado e a diversidade alimentar, promovendo o empreendedorismo rural entre jovens e mulheres e a sua integração nos corredores comerciais regionais e sub-regionais.

Grupos de beneficiários
Unidades de produção familiar (UFP) e organizações de aldeia de pequenos produtores rurais (OVPPR) nas regiões de Oio e Cacheu.

Financiamento
Projeto REDE e Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola – FIDA (empréstimo n.° 2000003244 e financiamento n.º 2000003231).

Kafo-Bissau-065

2020-2022

Plantemos a semente certa!

Com este projeto, salvaguardámos e disseminámos a utilização de sementes locais tradicionais para combater o empobrecimento genético das sementes utilizadas e para promover a independência alimentar, o desenvolvimento da diversidade agrícola e a defesa do património e identidade cultural local.

Ficha do projeto

Projeto para melhorar a capacidade de gestão e conservação das sementes locais e combater a erosão genética das variedades locais em risco de extinção.

Objetivos
Restaurar a capacidade das comunidades locais de produzir, gerir e conservar sementes agrícolas ameaçadas nas zonas rurais.

Grupos de beneficiários
23 associações, cooperativas e grupos de produtores rurais na Guiné-Bissau.

Financiamento
Fundação Americana New Field através do projeto Seeds, Soil and Culture.

Kafo-Bissau-094

2018-2022

Na escola comemos comida local!

Este projeto promoveu o abastecimento das cantinas escolares com os produtos dos camponeses e agricultoreslocais para melhorar o nível nutricional dos alunos, aumentar o rendimento das famílias e torná-las sensíveis ao tema da escolaridade, especialmente para crianças.

Ficha do projeto

Projeto de aquisição de produtos locais de explorações agrícolas familiares para fornecimento de alimentos às cantinas escolares rurais.

Objetivos
Melhorar o estado nutricional dos alunos das escolas primárias rurais e diversificar o rendimento económico dos pequenos produtores rurais. Sensibilizar as famílias camponesas para a necessidade de enviar raparigas para a escola.

Grupos de beneficiários
85.756 alunos com idades entre os 7 e os 14 anos (40.460 mulheres e 45.314 homens) de escolas primárias rurais das regiões do norte da Guiné-Bissau e várias centenas de pequenos produtores rurais.

Cofinanciamento
Programa Alimentar Mundial (PAM), Governo do Japão e Ministério da Educação da Guiné-Bissau.

Kafo-Bissau-055

2018-2020

Castanhas a toda força!

Com este projeto, inovamos o sector agrícola da castanha, do qual a Guiné-Bissau é um dos maiores produtores do mundo, com cursos de formação e atualização que incluem a agronomia e multicultura, aliados válidos no combate ao empobrecimento do solo, à exploração excessiva dos recursos hídricos e às dificuldades climáticas.

Ficha do projeto

Projeto para a prestação de serviços de extensão rural aos produtores de castanha na Guiné-Bissau.

Objetivos
Extensão da agronomia das castanhas, redução da monocultura e apoio à diversificação agrícola.

Grupos de beneficiários
Mais de 9.700 agricultores que são membros de organizações camponesas nas regiões do norte da Guiné-Bissau.

Cofinanciamento
Banco Mundial, Associação Internacional de Desenvolvimento (IDA) e Governo da Guiné-Bissau.

Photo-Kafo-3

2018-2020

Mangais saudáveis, pessoas saudáveis.

Este projeto visa proteger e conservar as florestas de mangais, o habitat ideal para o cultivo de arroz, ponto de referência da nutrição local, proporcionando aos agricultores a formação contínua para desenvolver cultivos mais produtivos e resistentes aos desafios ambientais e comerciais.

Ficha do projeto

Projeto de desenvolvimento do sector de castanhas da Guiné-Bissau PDSC.

Objetivos
Melhorar a capacidade dos operadores do sector de castanhas para cumprir as normas ambientais, sociais e comerciais (EST), a rastreabilidade do sector e a capacitação dos pequenos produtores de castanha.


Grupos de beneficiários
Mais de 5.000 agricultores que são membros de organizações de produtores agrícolas nas regiões do norte da Guiné-Bissau.

 

Cofinanciamento
Banco Mundial e Governo da Guiné-Bissau.

Kafo-Bissau-112

2016-2024

O novo lema: cultivo e respeito.

Produzir mais, de forma mais sustentável: com este projeto, ajudamos os produtores de fonio, o progenitor dos cereais africanos, a aumentar a produtividade, respeitando as normas ambientais, sociais e comerciais que governam o sector.

Ficha do projeto

Desenvolvimento sustentável da agricultura de mangais na Guiné-Bissau.

Objetivos
Produção agrícola, desenvolvimento rural, segurança alimentar, gestão e sensibilização para os desafios socioeconómicos e ambientais.

Grupos de beneficiários
Cerca de dez organizações de produtores de arroz de aldeia (VRPO) e unidades de produção familiar (FPU) na região de Oio (comunidade ao longo das margens do rio Mansoa).

Cofinanciamento
União Europeia (UE), Agence Française de Développement (AFD), Région de la Loire e CC Cap Atlantique, Fondation Prince Albert – Mónaco. Gestores de projeto ONG UNIVERS-SEL e Fédération KAFO.

Kafo-Bissau-074

2013-2020

Água potável sem fronteiras.

Este projeto trouxe água potável até às aldeias mais remotas, promovendo maior higiene e a redução de doenças transmitidas pela água. Deu um forte impulso aos cultivos locais e ao comércio e libertou as mulheres da obrigação de fazer longas marchas para chegar à água, deixando assim mais tempo para atividades produtivas.

Ficha do projeto

Projeto de construção de infraestruturas para água potável e saneamento nas aldeias.

Objetivos
Melhorar o acesso das comunidades rurais à água potável, à higiene e ao saneamento.

Grupos de beneficiários
Populações rurais de 225 aldeias isoladas nas regiões do norte da Guiné-Bissau, que sofrem pelo pouco acesso aos serviços sociais básicos.

Cofinanciamento
Fundação SWISSAID e doador generoso suíço.

Kafo-Bissau-085

2012-2018

Trabalhamos em equipa com as florestas.

Com este projeto, disseminámos a prática da gestão florestal comunitária e apoiámos as reformas institucionais necessárias para salvaguardar a sua implementação, trazendo às comunidades rurais uma base sólida de subsistência numa dinâmica de desenvolvimento participativo autogerida.

Ficha do projeto

Apoio a iniciativas de gestão participativa de recursos naturais nas zonas rurais.

Objetivos
Desenvolvimento da silvicultura comunitária, promoção e apoio às reformas florestais na Guiné-Bissau.

Grupos de beneficiários
Comunidades rurais de 355 aldeias nas regiões do norte e nordeste da Guiné-Bissau, associações de voluntariado, líderes políticos, autoridades locais, etc. 

Cofinanciamento
Fundação Suíça de Cooperação ao Desenvolvimento (SWISSAID).

Photo-Kafo-61 cover2

2008-2011

Coloquemos as mulheres no centro!

Com este projeto de 3 anos, proporcionámos a milhares de mulheres rurais uma maior saúde sexual e reprodutiva, extensas competências técnicas e profissionais que lhes permitem, finalmente, desempenhar um papel de liderança nas suas comunidades.

Ficha do projeto

Programa para promover oportunidades de acesso das mulheres rurais à educação, saúde sexual e reprodutiva, formação técnica e profissional em matéria de género e equidade.

Objetivos
Melhorar o nível de educação extracurricular das mulheres rurais em matéria de saúde sexual e reprodutiva, consolidar as suas competências profissionais e aumentar a sua sensibilização para as questões de género e igualdade.

Grupos de beneficiários
77 associações e grupos de mulheres rurais nas regiões norte e nordeste da Guiné-Bissau.

Financiamento
Agência Espanhola de Cooperação Internacional e Desenvolvimento (AECID).

API

2006-2009

Todos na escola de apicultura.

Com este projeto, criámos um curso de formação continuada para apicultores no centro rural de Djalicunda. Isto tornou comunidades inteiras autossuficientes na produção de uma importante fonte de nutrição e motivou-as a abandonar a recolha espontânea de mel, muitas vezes realizada através do corte de árvores florestais para chegar aos favos das abelhas selvagens.

Ficha do projeto

Apoio à criação de um Centro de formação apícola na aldeia de Djalicunda.

Objetivos
Desenvolvimento de sistemas de produção de mel baseados na gestão sustentável das abelhas e recursos melíferos, formação e capacitação de apicultores.

Grupos de beneficiários
Federação de agricultores da KAFO e 27 associações de apicultores tradicionais nas regiões do norte da Guiné-Bissau.

Financiamento
Fundação Suíça de Cooperação ao Desenvolvimento (SWISSAID)

Djalicunda: cultivar a diversidade, forjar um novo futuro.

O Centro rural de Djalicunda

A Kafo é o centro tradicional da aldeia. Djalicunda o mundo que gira à sua volta.

Em língua mandinga, a palavra “Kafo” significa “unidade comunitária da aldeia”, um pequeno grupo de homens, mulheres e jovens que tradicionalmente têm o papel de coordenar as reuniões periódicas da comunidade e gerir as suas atividades.

A Federação Kafo, respeitando a tradição, desempenha hoje o mesmo papel de gerir as atividades que giram em torno do centro rural de Djalicunda, no coração das florestas intactas no norte do país.

Todos os dias aqui o futuro radiante de 25.000 camponeses ganha forma.

Porque Djalicunda é um centro de formação para camponeses e agricultores com dezenas de cursos sobre produção, sustentabilidade, crescimento social e comunitário. Mas é também uma rádio que cria comunidades com música e notícias. É um ponto de encontro onde avançar os projetos, o líder da aldeia em diálogo com o patrocinador que veio de longe.

São também hortas escolares onde os camponeses e agricultores põem em prática as lições aprendidas. É um banco de sementes para proteger a tradição e a biodiversidade, mas é também um centro de conferências nacionais e internacionais sobre novos modelos de desenvolvimento sustentável e questões ambientais.

Djalicunda é o primeiro e único centro de desenvolvimento rural e formação para a comunidade camponesa na Guiné-Bissau e pretende tornar-se um centro universitário para o estudo da agronomia e dos modelos mais modernos e sustentáveis de desenvolvimento rural no futuro.

Todas as atividades do centro.

Quer participar de um projeto?